GENTILEZA E AFETO

Postado por Norma Villares


As pupilas dilatadas pelo amor humano. Gentileza e Afeto.

Há algum tempo, li não sei onde um episódio ocorrido com uma escritora que foi passar dois meses numa região montanhosa de um país europeu, num período do ano em que era freqüente acontecerem grandes tempestades; ia com o propósito de conhecer os costumes da gente do campo e colher assim material para um romance.

Quando estava desfazendo as malas no pequeno chalé que alugara, com a ajuda da caseira que morava perto dali, desabou um grande temporal e as luzes se apagaram. A caseira acendeu umas velas e, enquanto atiçava o fogo na lareira, bateram à porta. Era um rapazinho de uns doze anos, conhecido da caseira. Depois de recuperar o fôlego, o menino disse:


- Vim ver se está tudo bem com a senhora.

A caseira agradeceu e apresentou-o à escritora. Como a ventania aumentasse e a chuva caísse com mais força, o rapaz perguntou à recém-chegada:


- A senhora não tem medo?

A escritora ia dizer que não, mas a caseira, que evidentemente não estava nem um pouco assustada, atalhou-a:


- É claro que ela estava morrendo de medo, assim como eu. Mas agora temos um homem aqui, e tudo vai ficar bem.

Quando a tormenta passou, o menino despediu-se e saiu, capengando do modo mais garboso que podia.

A escritora ficou pensativa e perguntou-se: "Por que não me ocorreu responder à pergunta do menino como a caseira?"

E evocou tantas situações da sua vida em que se mostrara pouco sensível às necessidades dos outros por estar absorvida nas suas coisas.


"Que havia naquela mulher simples do campo - continuou a pensar - que a tornava capaz de transformar um menino aleijado num homem confiante?"


E teve de reconhecer: simples detalhes de gentileza e afeto.

Pois é precisamente no convívio com as outras pessoas que a atenção para os detalhes se reveste de um significado especial.

Merece até um nome particular: delicadeza, que reclama uma grande diligência e grandeza de alma. É ela que permeia todas as virtudes próprias da convivência, como a cordialidade, a afabilidade, o acolhimento, o perdão, a paciência, enfim, a caridade.


Manifesta-se principalmente, em palavras de Machado de Assis, "nesse desejo de bem servir que é a alma de toda a cortesia".

Nunca deveria dar-se motivo para o comentário cético daquele que dizia que o lar é o centro geométrico das grandes dedicações e das pequenas desatenções.

Mas trata-se de exercitar a "arte de ser amável" não apenas no sentido ativo, mas também no sentido passivo, isto é, facilitando aos outros que nos queiram bem.

Quando penso nisto, lembro-me sempre de um cantor nacional que, há uns trinta anos, fazia um programa de TV com muito sucesso e que, no fim de cada apresentação, se despedia com as mesmas palavras:


"Continuem a querer-me bem, que não custa nada".


É isso o que quero dizer com ser amável no sentido passivo: que, pela nossa gentileza, não custe aos outros nada ou quase nada querer-nos bem.


Fonte:

Fonseca J Malvar. Coisas Pequenas. Editora Quadrante, São Paulo, 1996.

Gentileza a Afeto devem andar de mãos dadas. É por meio do bom e gentil contato com o outro que formamos uma consciência numinosa.

Segue flores perfumadas para cada ser de luz que nos adicionou e nos visita, nos dois blogs.Vida perfumada pelo amor é uma vida com trilhas iluminadas.Feliz dia da GENTILEZA!

Paz Profunda!


32 comentários:

  1. Malu disse...

    Norma, minha querida,
    Não há o que dizer desta postagem.
    Tudo está perfeito e belo, começando pelos vasos de flores que nos recebem com uma fragância deliciosa.
    É sempre bom entrar na fronteiras do Sagrado, pois saio daqui leve.
    Um forte abraço com aroma de rosas

  2. Rosan disse...

    Norma.
    obrigad pelo lindo texto e pela lição dada...
    muitas vezes nos deparamos com situações assim e não nos custa mesmo dada, sermos gentis...
    se assim o fazemos, com certeza é mais facil de nos quererem bem...
    é simples.
    um beijo encantado de estrelas,,,,
    Rosan

  3. Julimar Murat disse...

    Querida Norma

    Tem uma frase que eu gosto muito, pois cada vez que me depara com uma situação onde eu posso tirar algum aprendizado eu logo penso nela:

    Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores.

    (Khalil Gibran)

    E porque não sermos gentis, cortezes para com o outro? Quem não gostaria assim de ser tratado?

    Um grande beijo

    Tem um selinho prá voce no meu blog. Talvez voce já tenha, mas vale a intenção de retribuir pelas grandes reflexões que tem me proporcionado

    Um fim de semana maravilhoso

    beijos

    Julimar

  4. Unknown man disse...

    Norma
    Que belo texto.
    A gentileza e o afeto tem tudo a a ver com a simplicidade. Na pessoa simples está a manifestação pura do Amor.

    Norma, um beijo,

  5. Jorge disse...

    Norma!!!Olá!!!
    Virou rotina dizer que seus textos são profundos. Mas o que se pode dizer deste? Nada!

    Obrigado por mais este post! Lindo.

    Um beijo,
    Jorge

  6. Norma Villares disse...

    Jorge obrigada pelas palavras gentis. Cada um de vocês trás post muito profundos.
    Abraços ricos de luzes e cores

  7. Norma Villares disse...

    Pois é Julimar, porque não?
    Muitas vezes não pode ser, almas deseducados para o campo espiritual.
    Nossa!
    Foi buscar em Kalil Gibran, que lindo.

    Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores.
    (Khalil Gibran)
    Que coisa linda!

    Abraços ricos de luzes e cores

  8. Norma Villares disse...

    Rosan, muito obrigada pelas palavras gentis. Cada um de vocês trás post muito profundos, e você sempre perfume o ambiente com suas flores.
    Abraços ricos de luzes e cores

  9. Norma Villares disse...

    Malu, obrigada pelas palavras gentis. Cada um de vocês trás post muito profundos.
    Abraços ricos de luzes e cores

  10. angela disse...

    Um bonito texto e claro que já me coloquei a pensar nas vezes em fui indelicada. É muito chato ser indelicada.
    beijos

  11. Norma Villares disse...

    Oi angela, você é muito gentil, apenas deu uma escorregadinha, faz parte da vida.
    Toda araruta tem seu dia de mingua.
    Um grande abraço amiga

  12. Sarah Luz disse...

    Estou recebendo as flores e colocar no jarro.
    Lindo. Lindo. Lindo texto.
    A gentileza e o afeto é tudo de bom. Beijinhossssssssssssssssssssssss

  13. Norma Villares disse...

    Sarita muito obrigada pela presença.
    Isso linda, receba as flores e coloque num jarro, para enfeitar sua casa.
    Beijinhos

  14. Peregrina da Luz disse...

    Recebi e gentileza e devolvo mais flores. Obrigada pela luz que irradia.Beijinhos

  15. Viveka disse...

    Que texto lindo, gostei de ver a simplicidade da mulher. É uma rica lição de sabedoria. Fiquei muito feliz de ver e recer flores. Receba também flores
    Namaste
    Beijinhos

  16. PSICO? LÓGICO! disse...

    Linda mensagem Norma! Adorei este espaço também... beijos no coração.

  17. Norma Villares disse...

    Obrigadinho Viveka. Que bom que gostou das flores, obrigada pelas floires iluminadas. Abraços

  18. Norma Villares disse...

    Obrigadinho Psico... Que bom que gostou do espaço e das flores. obrigada pela visita. Abraços iluminadas.

  19. PSICO? LÓGICO! disse...

    Ah! Norma! Adorei as músicas do seu blog. Quais são? aonde posso encontrar? Um enorme beijo no coração.

  20. Norma Villares disse...

    Expliquei no seu blog. Abraço

  21. Marcos Takata disse...

    Maninha,
    Esse caso mostrar que a simplicidade é muito rico de sabedoria, concordo com os comentários acima.
    Bijusss

  22. Arcanum disse...

    Querida amiga

    Reacendendo uma passagem bíblica do Novo Testamento, onde Jesus diz em seu Sermão da Montanha: "Trate seus semelhantes como gostariam de ser tratados."

    Fico a pensar que grande parte das pessoas gostam de serem bem tratadas, mas tristemente são poucos que realmente retribuem e benfazejam algo por alguém, e ainda ignoram que um simples ato de afeto que seja é um patamar a mais para o nosso grau evolutivo e bem estar espiritual. Diria que é até uma panacéia espiritual cada ato de afeto e gentileza que vc proporciona ao seu próximo.

    Bjs fraternos.

  23. Arcanum disse...

    Em Tempo: Seu post é maravilhoso. Bjs

  24. Norma Villares disse...

    Paulo, que boa lembrança, é isso mesmo:
    "Trate seus semelhantes como gostariam de ser tratados."
    Muito bonito essa frase.
    Obrigada pela sua presença iluminada
    Abraços com luzes e cores

  25. Chica Galvão disse...

    Linda mensagem sobre a gentileza. Beijinhos no coração.

  26. tereza ferraz disse...

    Querida amiga!
    texto lindo, simples e real.
    Desculpe a ausência, a comunidade e o site...você compreende sim.
    Bjs no coração

  27. Hugo Cheng disse...

    Namasté
    Concordo com todos, é a simplicidade que tem sabedoria.Bjs

  28. Maria Izabel Viégas disse...

    Norma querida,
    nossos atos são necessários para exemplificarmos nosso sentir.
    mas... as palavras têm peso, podem construir ou magoar.
    Sinceramente , deste seu post- palavras e imagem - emana uma forte energia de puro Amor. "Sinto" como se dele viessem de vc diretamente para nossos corações toda a delicadeza que sente e desejou nos ofertar.
    E ofertou!Recebemos!
    Abençoada presença , amiga!
    Sempre sábia e amorosa.
    Beijos n'alma!

  29. Norma Villares disse...

    Teresa muito obrigada pelo comentário. Sinto saudades. Um grande beijo em seu coração

  30. Norma Villares disse...

    Hugo muito obrigada pelo comentário. Um grande abraço

  31. Norma Villares disse...

    Maria Isabel, grata pela presença. Os atos de gentileza são eminentemente necessários para uma vida embelezada pela harmonia.
    Beijos n'alma!

  32. Hugo Cheng disse...

    Concordo com os comentários acima, vc consegue fazer com vejamos as situações, isso é um boa mensagem.Namasté

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminheiros Evolutivos

Muito obrigada pela sua presença iluminada

Muito obrigada pela sua presença iluminada