PÉROLAS LÚDICAS DE KALIL GIBRAN

Postado por Norma Villares


A sensibilidade e a sabedoria de Kalil Gibran, é uma luz que faísca em cada pensamento desta mente clarificada pela lucidez espiritual. Forte como um rasgo de criatividade que ensina com o lúdico na arte de viver. Cada mensagem caleidoscópica mostra o belo a ser realizado no cotidiano, sempre rico em profundidade, simplicidade e de uma beleza ímpar. A sensibilidade e espiritualidade de Gibran ainda toca o coração da humanidade, deixando uma lembrança do inefável e do indizível. Ao escrever este post, fiquei muito sensível e senti grande admiração por este senciente que tocou meu coração suavemente, espero que toquem seus corações com estes pensamentos:


· Quando o amor vos fizer sinal, segui-o; ainda que os seus caminhos sejam duros e escarpados.

· Um livro e como uma janela. Quem não o lê, é como alguém que ficou distante da janela e só pode ver uma pequena parte da paisagem.

· Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, pois cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra. Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas quando parte, nunca vai só nem nos deixa a sós. Leva um pouco de nós, deixa um pouco de si mesmo. Há os que levam muito, mas há os que não levam nada.

· No amor , fiquem juntos , mas não tão juntos, pois os pilares do templo ficam bastantes afastados e o carvalho e o cipreste não crescem um na sombra do outro

· Dizeis: darei só aos que precisam. Mas os vossos pomares não dizem assim; dão para continuar a viver, pois reter é perecer.

· Pode contar seus segredos ao vento, mas depois, não vá culpá-lo por contar tudo às árvores

· O amigo é a resposta aos teus desejos. Mas não o procures para matar o tempo! Procura-o sempre para as horas vivas. Porque ele deve preencher a tua necessidade, mas não o teu vazio.

· Todo o trabalho é vazio a não ser que haja amor.

· Trabalho é amor tornado visível.

· A música é a linguagem dos espíritos.

· Cada vez mais desesperadamente o homem procura dilatar o tempo que já não tem.

· Uma voz não pode transportar a língua e os lábios que lhe deram asas. Deve elevar-se sozinha no éter.

· O desgosto é o obscurecimento do espírito e não o seu castigo.

· A neve e as tempestades matam as flores, mas nada podem contra as sementes.

· Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores.

· As flores desabrocham para continuar a viver, pois reter é perecer.

· A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.

· O importante para uma pessoa não são os seus sucessos mas sim quanto os deseja.

· O prisioneiro que tem a porta do seu cárcere aberta e não se liberta, é um covarde.

· A neve e as tempestades matam as flores, mas nada podem contra as sementes.

· Anda, parar é covardia e olhar para a cidade do passado é ignorância.

· ...Ide para os vossos campos e jardins e aprendereis que o prazer da abelha consiste em retirar o mel da flor.Mas também a flor tem prazer em dar o seu mel à abelha.Pois para a abelha a flor é uma fonte de vida. E para a flor a abelha é mensageira de amor. E, para ambas, abelha e flor, o dar e o receber de prazer é uma necessidade e um êxtase.

· A simplicidade é o último degrau da sabedoria.

· O desejo é a metade da vida; a indiferença a metade da morte!

· Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, pois cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra. Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas quando parte, nunca vai só nem nos deixa a sós. Leva um pouco de nós, deixa um pouco de si mesmo. Há os que levam muito, mas há os que não levam nada.

· Aquele que nunca viu a tristeza, nunca reconhecerá a alegria.

· Aprendi o silêncio com os faladores, a tolerância com os intolerantes, a bondade com os maldosos; e, por estranho que pareça, sou grato a esses professores.

· Quem não sabe aceitar as pequenas falhas das mulheres não aproveitará suas grandes virtudes.

· A música é a linguagem dos espíritos.

· E quando as suas asas vos envolverem, entregai-vos; ainda que a espada escondida na sua plumagem vos possa ferir.

· Tartarugas conhecem as estradas melhor do que os coelhos.

· Quando você levantar o braço para bater em seu filho, ainda com o braço no ar, pense se não seria mais educativo se você descesse esse braço de forma a acariciá-lo, em vez de machucá-lo.

· Dizeis: darei só aos que precisam. Mas os vossos pomares não dizem assim; dão para continuar a viver, pois reter é perecer.

· Numa só semente de trigo há mais vida do que num montão de feno.



Ao usufruir deste manancial de sabedoria, deixe que o toque de seu coração vibre no coração do outro.

Paz Profunda!



5 comentários:

  1. Norma Villares disse...

    Estou testanto.

  2. tereza disse...

    Parabens Norma!
    Excelente textos de Kalil Gibran, alem mesmo dele Ser.
    Abraços de paz.

  3. Chris disse...

    Um exemplo de paz e sabedoria.
    Abraço
    Chris

  4. Lívia Luz disse...

    Kalil Gibran toca a alma de mansinho e modifica as estruturas do ser. Abraços

  5. Norma Villares disse...

    Kalil Gibran é um ser especial, pois sua sensibilidade tem um jeito especial de vibrar no melhor de cada ser humano. Sublimes abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminheiros Evolutivos

Muito obrigada pela sua presença iluminada

Muito obrigada pela sua presença iluminada