UM LUGAR NO BOSQUE. BÁAL SHEM TOV

Postado por Norma Villares



Baal Shem Tov era muito conhecido dentro de uma comunidade, porque todos diziam que ele era um homem tão piedoso, tão bondoso, tão casto e tão puro que DEUS escutava suas palavras quando ele falava.

Havia nesta comunidade uma tradição: todos os que tinham um desejo insatisfeito ou que necessitavam de algo que não tinha conseguido iam ver o rabino.

Ball Shem Tov se reunia com eles uma vez por ano, em um dia especial que ele elegia e levava todos a um lugar único, que só ele conhecia em meio ao bosque.

E uma vez estando ali, conta a lenda que . Baal Shem Tov armava com ramos e folhas secas um fogo de uma forma particular e muito bela, e entoava depois uma oração em uma voz bem baixa... como se fosse para ele mesmo.

E dizem...

Que DEUS gostava tanto destas palavras que Baal Shem Tov dizia, se fascinava tanto como o fogo armado dessa maneira, queria tanto esta reunião nesse lugar no bosque... que não podia resistir ao pedido de Baal Shem Tov e concedia os desejos de todas as pessoas que ali estavam.

Quando o rabino morreu, essa gente se deu conta de que ninguém sabia as palavras que Baal Shem Tov dizia quando iam todos juntos pedir algo... Porém, conheciam o lugar no bosque e sabiam como armar o fogo.

Uma vez por ano, seguindo a tradição que Baal Shem Tov havia instituído, todos os que tinha necessidades e desejos insatisfeitos se reuniam nesse mesmo lugar no bosque, acendiam o fogo da maneira que haviam apreendido como o velho rabino e como não conheciam as palavras, cantavam qualquer canção, recitavam um salmo ou só se olhavam e falavam de qualquer coisas neste mesmo lugar ao redor do fogo.

E dizem...

Que DEUS gostava tanto do fogo aceso, gostava tanto deste lugar no bosque e dessa gente reunida, que mesmo que ninguém dissesse as palavras adequadas, assim mesmo, concedia os desejos a todos os que ali estavam.

O tempo passou e de geração em geração a sabedoria foi se perdendo...

E aqui estamos nós...

Nós não sabemos qual é o lugar no bosque.

Nós não sabemos quais as palavras.

Nem se quer sabemos acender o fogo a maneira que Ball Shem Tov acendiam...

Entretanto, há algo sim que sabemos:

Sabemos esta história, Sabemos este conto...

E dizem...

Que DEUS adora tanto este conto,

Que gosta tanto desta história, Que basta que alguém a escute...

Para que ele, compadecido, Satisfaça qualquer necessidade

E conceda qualquer desejo a todos os que estão compartindo

Desse momento...

Assim Seja!

(O senciente Rabino Ball Shem Tov. Texto traduzido : CUENTOS PARA PENSAR - Jorge Bucay)

2 comentários:

  1. Marcos Takata disse...

    Este conto é muito bonito. Estou seguindo para o bosque.

  2. wwwavalonbloger disse...

    Lindo conto!
    Pra começar já me senti atraida pelo nome de seu blog: Sem Fronteiras para o Sagrado
    Se possível, gostaria que me visitasse e, quem sabe, adiciona meu blog na sua lista...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminheiros Evolutivos

Muito obrigada pela sua presença iluminada

Muito obrigada pela sua presença iluminada