A MISSÃO PREDESTINADA DE PARAMAHANSA YOGANANDA

Postado por Norma Villares






Segundo alguns estudiosos, as diversas tradições de Yoga da India não são instititucionais e destaca-se o vínculo pessoal guru-discípulo. Entretanto, é aqui que Yogananda se revela um caso particular, uma vez que, analisando o conteúdo de sua Autobiografia e livros correlatos, sua missão mundial já estaria sendo preparada desde o instante em que a Kriya Yoga foi devolvida ao conhecimento humano. Ocorrências invulgares desde o nascimento de Yogananda, já anunciavam que à ele era destinada uma missão diferenciada: a de ser o primeiro hindu a fundar no Ocidente uma organização espiritual, que pudesse espalhar seus ensinamentos milenares ao mundo, através dos séculos.
A trajetória de Yogananda sempre esteve intimamente entrelaçada com a de tres seres, cuja sabedoria e singularidade, seu livro viria a exaltar: Mahavatar Bábaji, intitulado o Cristo Yogue Imortal da India Moderna e quem ressucitou a ciência perdida da Kriya, outorgando à seu discípulo Lahiri Mahasaya a responsabilidade de introduzi-la na India, à todos que a buscassem de maneira sincera, indepedente de raça ou credo. Lahiri Mahasaya por sua vez, um iogue e chefe de família exemplar, guru de seus pais e de Swami Sri Yuktéswar. E o próprio Sri Yukteswar, que preparou Yogananda, à pedido de Bábaji para difundir a Kriya no Ocidente.








 Profecias de Lahiri Mahasaya

 
"Mãezinha, seu filho será um iogue. Semelhante a um motor espiritual, ele conduzirá muitas almas ao reino de Deus." (Autobiografia cap.2)


Quando Yogananda tinha 13 anos de idade, um desconhecido envolto em misteriosa luz apareceu à ele a e seu irmão Sananda Lal Ghosh. Yogananda, num gesto de respeito inclinou-se reverentemente aos pés do homem, que o abraçou e beijou na cabeça proferindo as seguintes palavras:

"Mukunda, é desejo de Deus que hoje eu venha a ti. Lembra o que te digo. Vieste à terra como representante de Deus para cumprir seus desejos. Teu corpo é Seu templo, santificado pela oração e a meditação. Tu mostrarás o caminho que conduz à felicidade verdadeira, e mediante teus conhecimentos espirituais libertarás aos que estão sofrendo, sumidos na ignorância. Nunca esqueças que és um com Maha Purusha, a quem somente alcançam aqueles que são supremamente realizados na meditação. Teu corpo, tua mente e tua vida jamais deverão desviar-se de pensar em Deus, nem sequer por um momento. As bênçãos do Pai Infinito estão sobre ti. Tua fé Nele deve ser absoluta. Ele te protegerá de todos os perigos. Somente Ele é eterno neste mundo, tudo o mais é efêmero e incerto. Um dia, teus ideais yóguicos inspirarão a toda humanidade. Mukunda, continua avançando!"  
Ao chegarem em casa, Yogananda conduziu o irmão até a foto do guru de seus pais, mostrando que misterioso santo que lhes aparecera, era Lahiri Mahasaya, falecido há 11 anos. (Mejda - a Família, infância e juventude de PY.).

::::::::::::::::::::::


No capítulo 32 da Autobiografia, Sri Yuktéswar rememora outras palavras proféticas de Lahiri Mahasaya:

“Aproximadamente cinqüenta anos após a minha morte, escrever-se-á um  relato de minha vida. Em virtude do grande  interesse que, pela  Ioga, há de nascer no Ocidente, a mensagem da  Ioga circundará o globo. Ajudará a estabelecer a fraternidade e a unidade dos homens, com base na percepção direta que terão do Pai único.”

E Sri Yuktéswar conclui:  "Meu filho, você deve executar sua  parte  na  difusão  dessa  mensagem  e  no  relato  escrito  dessa  vida sagrada."

Em 1945, cinqüenta anos após a partida de Láhiri Mahásaya, Yogananda concluía a primeira edição de seu  livro, dedicado em grande parte à biografia do venerável mestre, cujos dados recolheu em seu regresso à India em 1935. Na sua última edição de 1951 inseriu outras homenagens.









Profecias de Mahavatar Bábaji


No capítulo 36 (Interesse de Bábaji pelo Ocidente), Sri Yuktéswar conta sobre seu primeiro encontro com Bábaji, ocasião em que este lhe revelou a missão de Yogananda, muito antes de se encontrarem:

"Percebi que você está tão interessado no Ocidente quanto no Oriente. Senti as angústias de seu coração, amplo bastante para pulsar por todos os homens. Foi por isso que o chamei aqui. Oriente e Ocidente devem marchar por uma mesma estrada de atividade e espiritualidade combinadas. A India tem muito a aprender do Ocidente quanto ao desenvolvimento material; em troca, a India pode ensinar os métodos universais que possibilitarão ao Ocidente basear suas crenças religiosas nos alicerces inabaláveis da ciência da ioga."

"Você, Swâmijí, tem um papel a desempenhar no intercâmbio harmonioso que se efetuará entre o Oriente e o Ocidente. Daqui a alguns anos, vou lhe enviar um discípulo que você treinará para a disseminação da ioga no Ocidente. As vibrações de muitas almas, sedentas de espiritualidade, chegam de lá até mim, como um dilúvio. Percebo santos potenciais na América e na Europa, esperando ser despertados."

Neste ponto de sua história, Sri Yuktéswar mergulhou seu olhar inteiramente no meu. "Meu filho" - disse ele, sorrindo sob o resplandecente luar - "é você o discípulo que, há anos atrás, Bábají prometeu me enviar."


::::::::::::::::::::::



Pouco antes de partir para a América, Yogananda relata seu próprio encontro com Bábaji, quando sentia-se apreensivo diante da súbita mudança:

Naquele momento, ouvi uma batida na porta de minha casa de Gurpar Road. Atendendo ao chamado, vi um jovem vestido com o traje escasso do homem de renúncia. Ele entrou.
"Deve ser Bábají!" - pensei, ofuscado, porque o homem diante de mim tinha o aspecto de um jovem Láhiri Mahásaya. Ele respondeu ao meu pensamento:

Sim, sou Bábají. Nosso Pai Celestial ouviu sua prece. Ele me ordena que lhe diga: "Obedeça a seu guru e vá à América. Nada receie: será protegido.

 Eu o escolhi para difundir a mensagem de Kriya Yoga no Ocidente. Há tempos atrás encontrei seu guru Yuktéswar numa Khumba Mela e lhe disse que enviaria um discípulo ao seu áshram para receber treinamento com esse fim. Kriya Yoga, a técnica científica para alcançar consciência de Deus, terminará por difundir-se em todas as terras e ajudará a harmonizar as nações através da percepção pessoal e transcendente que, do Pai Infinito, o homem alcançará.






Profecias de Sri Yuktéwsar sobre a SRF


No cap. 12 da Autobiografia, encontramos outra evidência para o fato de que a organização fundada por Yogananda, já estava preparada desde o plano astral. Ele relata as visões que teve das sedes que construíria no futuro em torno da Self-Realization e a forma como seu guru sintonizava sua mente, ao ponto de repreende-lo ao se distrair momentâneamente do estudo das escrituras. Diante da réplica de Yogananda afirmando estar atento, Sri Yuktéswar respondeu:

    "Sua objeção me obriga a declarar que, nas profundezas de sua mente, você criava três instituições. Uma era um retiro em meio aos bosques de uma planície, outra no cimo de um monte, e a terceira junto ao oceano. Seus sonhos arquiteturais se materializarão mais tarde. Agora é tempo de estudar!"

 Aqueles pensamentos vagamente formulados haviam se apresentado, de fato, quase subconscientemente. Olhei-o com ar de desculpa. Assim, incidentalmente, em seu estilo simples, meu Mestre revelou conhecer o advento de três importantes acontecimentos em minha vida. Desde o alvorecer de minha juventude, eu tivera vislumbres enigmáticos de três edifícios, cada um em paisagem diferente. Na seqüência exata em que Sri Yuktéswar os mencionou, estas visões acabaram por se concretizar. Em primeiro lugar, veio a fundação de minha escola de ioga para meninos numa planície em Ranchi; depois, a sede americana da SRF no cimo de um monte em Los Angeles; e afinal, o retiro de Encinitas, na Califórnia, defronte ao vasto Pacífico.

::::::::::::::::::::::

Em outra ocasião, Sri Yuktéswar foi determinante ao demover Yogananda da resistência em iniciar organizações.

Por que você  se opõe ao trabalho de organização?  

- A  pergunta  do Mestre  me  assustou  um  pouco.  É verdade que  minha convicção  íntima naquela época era a de que as organizações são “casas de marimbondos “.

- É uma tarefa ingrata, senhor - respondi. - Não importa o que o chefe faça ou deixe de fazer, ele é criticado.

"Você quer reservar para si toda a divina channá (coalhada)? Poderia você, ou alguém, atingir a comunhão com Deus através da ioga, se uma linhagem de mestres de coração generoso não tivesse condescendido em transmitir seu conhecimento aos outros? Deus é o Mel, as organizações são as colmeias; ambos são necessários. Qualquer forma é inútil, naturalmente, sem o espírito, mas por que você não dá início a colmeias operosas, repletas de néctar espiritual?" (Capítulo 27).


::::::::::::::::::::::


Foi a partir desse diálogo que Yogananda decidiu que abraçaria a missão de compartilhar com a humanidade, as verdades libertadoras que aprendera junto ao seu guru. E logo em seguida deu início a fundação de escola de Ranchi na India (conhecida como escola do Bem Viver/ Yogoda Satsanga) e à Self-Realization Fellowship SRF nos EUA. Isso ocorreu em 1920 assim que chegou, pois conforme relata em várias passagens, passou a reconhecer nos rostos ocidentais, discípulos e amigos especiais de vidas passadas que o ajudariam em seu empreendimento espiritual.


::::::::::::::::::::::

__/♡\__ Agradecida pela presença em nosso blog. E que todos os seres possam beneficiar.
Saúde e longevidade!  Saudações numinosas!
 
Ɲαɱαsɫê Ʒɔ̐
Eu encontrei este texto  no site indicado abaixo:
 

 http://autobiografiadeumiogue.com/missao_predestinada_yogananda.htm

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminheiros Evolutivos

Muito obrigada pela sua presença iluminada

Muito obrigada pela sua presença iluminada