A MORTE DE UMA XÌCARA DE CHÁ

Postado por Norma Villares



Era uma vez um grande mestre do Zen, uma escola de ensinamentos do Buda que tem uma maneira muito realista de encarar as coisas da vida. Esse grande mestre chamava-se Ikkyu. Desde pequeno mostrava grande inteligência e sempre encontrava uma maneira de resolver seus problemas.

Um dia, o menino estava brincando e deixou cair uma xícara de chá, que foi ao chão e se despedaçou. Acontece que a xícara pertencia ao mestre de Ikkyu. Era muito antiga e preciosa, e o mestre do menino a estimava muito. Preocupado com o acidente, Ikkyu ouviu o mestre chegar e, muito depressa, escondeu os pedaços da xícara atrás das costas. Quando o mestre apareceu, Ikkyu perguntou:

- Por que as pessoas morrem?

- É algo natural - respondeu o mestre.
- Tudo tem um tempo de vida e depois morre.

Depois dessas palavras do mestre, Ikkyu lhe mostrou os pedaços da xícara quebrada.


Referência bibliográfica:

Chodzin Sherab, Kohn Alexandra e Cameron Marie. Contos Budistas. Tradutora: Manica Stahel. Editora Martins Fontes, São Paulo, 2003.

3 comentários:

  1. Rosan disse...

    quando todos tiverem a certeza que tudo tem um tempo, e que tudo se transforma, que a morte em si não existe....serão mais alegres e despreocupados...viverão a grande esperiencia da carne sem ilusões.

    beijo de luz

  2. angela disse...

    Esperto ele..rs
    beijos

  3. @mdpbr disse...

    Muito bonito o texto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminheiros Evolutivos

Muito obrigada pela sua presença iluminada

Muito obrigada pela sua presença iluminada