ZAZEN - REFLEXÃO SERENA

Postado por Norma Villares

Zazen trata-se de uma meditação básica do Zen Budismo, seu objetivo é "apenas sentar" com a mente aberta, sem apegar-se aos pensamentos que fluem livremente. Isto é feito tanto através do uso de Koans (engima, charada), o principal método da escola Rinzai (uma vertente do Zen Busista), ou ensina sentar-se completamente alerta ou simplesmente "sentar" sinkantaza, uma meditação feita silenciosamente, como ensina o método da escola Soto (outra vertente do Zen Budista). O princípio do zazen é libertar a mente de suas diversas camadas para realizar a natureza budica e atingir a iluminação (satori).

(monge coreano medita sobre a rocha, num bosque perto do mosteiro)

Zazen é a expressão japonesa para "meditar sentado" (Za=sentar-se, Zen= meditação). A palavra Zen é originada da palavra sânscrita "dhyana" (atenção plena ao momento presente), que se transliterou em "chan na" com a chegada do Budismo na China, e depois na Coréia esta palavra passou a ser "são" e finalmente a Japão se transliterou na atual palavra Zen. O termo Zen Budismo é um novo olhar na forma de ensinar o Budismo, cultivado na China, Japão, Vietnã e Coréia, atualmento uma escola iniciada por volta do Sec II. A prática básica do Zen na versão japonesa e monástica é o Zazen, tipo de meditação contemplativa que visa levar o praticante à "experiência direta da realidade".


(monges tailandeses meditando, sob guarda sol)

No Zazen observa-se a postura, a respiração e o “tráfego” dos pensamentos, como se cada pensamento fosse uma nuvem que passa no ambiente mental do praticante Zen. Tranquilamente o noviço observa as “nuvens” passar sem rejeitá-las, sem julgá-las, simplesmente observando-as. Até que de repente, o céu fica sem nuvens, é o que se denomina "Kensho" - momentos breves de iluminação - em outros momentos o céu pode desaparecer e vislumbrar momentos profundos e com brilhos fulgrantes, podendo chegar ao Satori. A finalidade é a expansão da consciência até à percepção do mundo de uma forma nova e abrangente, à compreensão do Universo infinito e o alcançar da paz que advém deste entendimento. Satori é uma palavra Japonesa usada no Zen Budismo para o fenômeno do êxtase espiritual, que o aprendiz em suas meditações busca o distanciamento da personalidade, libertando-se das prisões materiais (moksha), unindo-se ao Divino buscando a experiência necessária para sua iluminaçao e despertar, um flash de revelação religiosa.


(Templo Zen Budsta)

"Segundo Roshi Mumon Yamada, não é preciso ser monge ou budista para meditar aquietar a mente, sentar-se na paz. Meditação é hoje uma prática mundial: a meditação sentada, zazen, é feita em empresas, hospitais, escolas com propostas sérias e muitos outros lugares para encontrar-mos a paz, tratar doenças, favorecer o repouso corporal (superior, em alguns casos, ao sono), eliminar gordura das artérias, controlar a pressão arterial, inclusive hipertensão, reduzir a produção de adrenalina e cortisol, que causam o estresse, e estimular as endorfinas, responsáveis pela sensação de leveza do corpo.

Quando meditamos, consumimos seis vezes menos oxigênio do que quando dormimos, o que faz o corpo gastar menos energia e relaxar profundamente com o aumento de ondas alfa e teta no cérebro. No Canadá, os gastos com despesas em saúde caíram 30% graças à proliferação da prática meditativa. Existem centenas de outros benefícios decorrentes da meditação. É uma escolha sua praticá-la ou não. Só posso sugerir:

(monge medita num jardim de pedras, no mosteiro Ryoanji)

Faça meditação
antes que você precise.
O sentar-se em silêncio é a prática da iluminação com um fim em si mesmo, é a realização total do contentamento. É alcançar a mente e essência igual a todos os iluminados. É alcançar a calma e a tranqüilidade e através da sua própria presença de paz levar isso a quem te cerca.

Prática. Num ambiente silêncioso, limpo e pouco iluminado, sente-se sobre uma almofada (Zatu) no chão ou em uma cadeira, mantendo a coluna ereta. O importante é estar confortável. Coloque a língua debaixo dos dentes da arcada superior, mantendo o maxilar relaxado o ideal é esboçar um leve sorriso, o sorriso dos iluminados. Deixe os olhos semicerrados, com as pálpebras levemente rebaixadas, focando um ponto imaginário no chão, sem fixar-se em nenhuma imagem. Há escolas de meditação que sugerem fechar os olhos. Encontre seu método próprio. Concentre-se na respiração abdominal, no ar que entra e sai dos pulmões de forma o mais lenta possível. Respire fundo e acompanhe os movimentos de inspiração e expiração, de preferência fazendo uma contagem de 10 a 1. Sempre que os pensamentos desviarem sua atenção, volte a contagem ao número 10 até baixar para o número 1, respire naturalmente sempre com delicadeza e suavidade sem fazer ruídos. Se facilitar a prática, utilize nas contagens o mantra OM.

Dicas. É melhor praticar o zazen todos os dias na mesma hora, de preferência pela manhã ou antes de dormir. Use roupas confortáveis, não force a respiração e solte os ombros. Se os pensamentos surgirem, e isso é inevitável, apenas os observe sem julgamentos e deixe-os passar como nuvens. Posicione as mãos no mudrá (gesto com as mãos) acima. Se possível, faça alongamentos antes da prática. Se as pernas doerem ou você ficar com sono levante-se e faça Kinhin meditação andando até passar a dormência ou a dor.

Tolerância e persistência. Insista nesse exercício de meditação. No início pode parecer chatice e causar irritação simplesmente sentar e se deixar apenas ser, mas depois de um período de prática, quando se alcança o satori a iluminação , torna-se tão bom e agradável que você apreciará sempre. Vença, se possível, o desejo de se levantar e as inquietações. Com o tempo você alcançará a quietude naturalmente. Quanto mais você tenta conhecer os princípios do zen lendo livros, mais se distancia da natureza da iluminação. Entretanto, se tentar alcançar o conhecimento sentando-se, sem especulação, a iluminação começará a brilhar por si mesma, e você compreenderá o verdadeiro Eu Inteiro, o que estava procurando."


(noviço meditando olhando para parede)

De frente para a parede para evitar distrações, um noviço pratica zazen, ou reflexão serena, no mosteiro Eiheiji, no Japão central, construído há 700 anos. O Zen Budista acreditam que a sabedoria de Buda está dentro da mente, embora abafada pelo estrondo da consciência. No zazen, o monge não pensa, nem deixa de pensar, busca apenas o distanciamento para haurir os benefícios da meditação em prol da iluminação.

Espero que cada possa usufruir de boa meditação zazen.
Paz Profunda!


Fonte:

http://pt.wikilingue.com/es/Zazenh

Ankh - Centro de Terapias Naturais e Desenvolvimento Humano
http://www.minhavida.com.br/conteudo/1698-Meditacao-Zazen.htm
Mistérios do Desconhecido. Mistérios Orientais. Editores de Time-Life Livros. Abril Livros, Rio de Janeiro.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Zazen


6 comentários:

  1. Livia disse...

    Que lindo texto, da meditação ZAZEN, realmente traduz uma reflexão serena.
    Beijinhos

  2. Norma Villares disse...

    Obrigada amiga, o zazem é uma excelente meditação.
    Beijo

  3. Tereza Kawall disse...

    Oi Norma, ótimo artigo, muito grata pelas informações todas.
    Tem dois artigos de astrologia lá no meu blog!
    um bj
    Tereza

  4. Norma Villares disse...

    Obrigada Tereza, vou lá em seu blog. Beijinhos

  5. Norma Villares disse...

    Obrigada Tereza, vou lá em seu blog. Beijinhos

  6. Marcos Takata disse...

    Normunha,
    Que beleza de ensinamentos. O Zazen realmente é uma meditação especial.
    Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminheiros Evolutivos

Muito obrigada pela sua presença iluminada

Muito obrigada pela sua presença iluminada