CRESCER DÓI, E COMO DÓI...

Postado por Norma Villares



"Traga-me um pouco d'água, eu tenho sede."
 Crescer dói, e crescer espiritualmente dói mais ainda. Principalmente quando a alma tem sede de Deus. O crescimento com a espiritualidade libertadora,  trata-se de um rasgo em carne viva...  Sabe porquê?    Porque a alma tem medo da apostasia.

  E assim, eis que vejo-me, mais uma andante solitária com a alma prenhe de espiritualidade libertadora.  E desta forma, eis que sinto-me dolorida,  com meus pés na areia do deserto,  pisando na quentura de 60º C.  E as consequências na dor, é o escaldar dos pés na entrada aterrorizante de viver no deserto de mim mesma.   E as consequências do amor, é o refrigério  dos pés na libertação de uma intimidade maior e crescente com Deus.  
 
Lembro-me de uma frase que li não sei onde, mas que ajuda caminhar nas areias quentes do deserto:  

✿•.¸¸.••❥  "E todos nós como andantes temos uma ou outra lição a passar devida à intimidade com a estrada. A estrada é sábia e tem mestria em ensinar aos pés. Embora seja certo que o caminho ainda segue muito à frente..." 

Quantas lições me esperam?

 Hoje pedi ao mestre, lava-me os pés com sua doce água pura, dá-me o refrigério do 'homem novo'. Lava-me os pés e limpa-me do homem velho que quer morrer para a estrada velha.  Mesmo que o "gosto"  ainda esteja vivo nos caprichos do desejo e da ilusão do velho ego.


 Dessedenta minha sede, traga-me um copo d'água. Jorre sobre mim, a pura água do poço da regeneração. 

 Estou no caminho... E vocês amigos do sagrado coração? A ficha já caiu????
 Transforme seus pés escaldados do homem velho em pés diligentes do homem novo.
Sigamos juntos com os pés diligentes na direção da libertação da alma, assim ascenderemos os degraus iniciáticos da via apaixonada em direção a Deus.


 Paz Profunda  ¯\_(ツ)_/¯  
Bom dia  amigos!
Melhores abraços
Norma Villares


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminheiros Evolutivos

Muito obrigada pela sua presença iluminada

Muito obrigada pela sua presença iluminada