A SOLIDÃO DE UM XAMÃ

Postado por Norma Villares

A BUSCA DA VISÃO




"Aqueles que enfrentam a si mesmos na solidão logo passam a apreciar o quanto é inquieta e descontrolada a mente não treinada".

Roger N. Walsh

Desde os tempos mais antigos o homem buscou a solidão para entender melhor o que se passava dentro de si, bem como  para pedir uma visão... um caminho para seguir. Este retiro a um lugar isolado na natureza está presente em várias religiões e tradições, e é mais antigo que as próprias religiões.

Sobre a solidão como ritual iniciático, eu encontrei na internet um relato de Aua,  um xamã esquimó que vale a pena ler: 

"Então busquei a solidão e logo me tornei muito melancólico. Ás vezes, punha-me a chorar e sentia-me infeliz sem saber porque. Depois, sem motivo, tudo mudava de repente, e eu sentia uma grande e inexplicável alegria, um contentamento tão intenso que não conseguia refrear e me via forçado a sair cantando uma canção poderosa onde só havia espaço para uma palavra: alegria, alegria! E eu precisava usar minha voz a plenos pulmões. Depois, no meio dessa experiência tornei-me um xamã, sem eu mesmo saber como foi que aconteceu. Mas eu era um xamã. Conseguia ver e ouvir de uma forma inteiramente diferente."

Bem,  a solidão pode levar a caminhos nunca dantes navegado e que só saberá se entrar nesta mar da vida. 

Paz Profunda! 
Saudações xamânicas
Norma Lúcia Villares 
 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Caminheiros Evolutivos

Muito obrigada pela sua presença iluminada

Muito obrigada pela sua presença iluminada